Skip to content

Skate Print E-mail

1.jpg No início da década de 1960, os surfistas da Califórnia queriam fazer das pranchas um divertimento também nas ruas, em uma época de marés baixas e seca na região. Inicialmente, a nova "maneira de surfar" foi chamada de sidewalk surf.

Em 1965, surgiram os primeiros campeonatos, mas o skate só ficou mais reconhecido uma década depois.

Em 1973, o norte-americano Frank Naswortly inventou as rodinhas de uretano, que revolucionaram o desporto. Um skate passou a pesar por volta de 2,5 kg.

Em 1979, Alan Gelfand inventou o Ollie-Air, manobra com a qual os skatistas ultrapassam obstáculos elevados. A partir disso, o skate nunca mais foi o mesmo. Essa manobra possibilitou uma abordagem inacreditavelmente infinita por parte dos skatistas. Não se pratica Street Style sem o domínio do Ollie-Air.

2.jpg
Na década de 1980, um dos revolucionários do desporto, principalmente na modalidade freestyle foi Rodney Mullen. Mullen desenvolveu várias manobras como ollie, flip, heelflip, hardflip, kickflip, casper, darkslide, rockslide, 50-50, body varial, nollieflip underflip, primo, reemo, varialflip, inward heelflip, inward kickflip, 360 flip, fs flip, bs flip, varial heelflip, fs heelflip, bs heelflip, etc. Grande parte das manobras existentes atualmente é derivada destas manobras. Rodney Mullen foi diversas vezes campeão mundial, chegando a ser considerado o melhor skater do mundo na sua modalidade. Outro revolucionário, na modalidade Vertical, foi Tony Hawk. Hawk inovou a maneira como os skatistas devem abordar o Half-Pipe, sempre procurando ultrapassar o limites de criatividade e dificuldade de execução das manobras. É tido como o maior skatista de todos os tempos. Verdadeira lenda viva do desporto.


3.jpg
Nos anos 90, o brasileiro Bob Burnquist desenvolveu a última grande revolução no Skate: o Switchstance. Esta a técnica de se praticar Skate com a base trocada. A partir daí, o Skate passou a não ter mais "direcção”, ou seja, não existe o lado da frente nem o lado de trás.
 As manobras realizadas com pé direito na frente do Skate, agora também são realizadas com o pé esquerdo à frente. Esta técnica quadruplicou o número de variações possíveis nas manobras. Para um skatista que deseja competir, é imprescindível o domínio de tal técnica.